terça-feira, 5 de abril de 2011

Nova vida em Luanda... Enchimento, isso tudo é meu????



Boas Tardes meus caros...

Ora bem, uma vez que já não escrevo há mais de um ano, devo dizer e confessar que tenho sentido falta de me libertar...

A minha vida neste último ano, tem sido a mil, como diz a Shelka a 120 a hora, e com o C70 no pedaço, devo andar nos 240 a hora....

Pois é meus amigos, Se eu soubesse o que sei hoje vinha pra Luanda há uns 6 ou 7 anos atrás, hoje estaria safo da vida...

Mas enfim, como não se deve arrepender de não ter feito, está tudo bem.

Ora bem a vida em Angola não é fácil, as pessoas são fixes, mas não se pense que são fáceis, a sinceridade é uma coisa rara e há muita gente que não tem palavra, é triste, mas é verdade.

Bem mas isso, pouco ou nada me atrapalha.

Tenho algumas novidades, uma delas é que encontrei muito do pessoal de Viana do Castelo, e é bonito ver que a amizade e as lembranças continuam nos nossos corações.


Tenho a minha Bela namorada, Claudete, e espero que o nosso amor continue por essa vida fora... I love you Baby.

Tenho agora uma bela máquina, depois disponibilizo fotos.

Estou numa empresa com algum prestígio cá em Angola, vou me relacionando com muito boa gente, e seguindo o meu caminho como sempre foi meu apanágio, e sempre seguindo a mesma linda de pensamento.

Pronto, nos próximos post's continuo com as sagas, e disponibilizarei fotos de tudo o que é novidade, só me falta a casa e o Kart, mas estão a caminho..

Aquele abraço do Sempre e para Sempre amigo

Valdemas

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

Angola

Na banda... há quase 4 meses, parece que nunca saí daqui, só em algumas cenas se nota...


Enfim Malta, depois de muito tempo, sem tempo... aqui estou com algumas dicas frescas da Banda...

Ya, eu disse frescas, mas aqui tá um calor que ninguém suporta...

Fogo... tudo é diferente, temos muita coisa a ocupar a nossa mente... mas enfim, foi aqui que nasci, e quanto mais tempo fico mais certeza tenho que aqui é meu lugar...

Podemos andar mesmo malaiques, em grandes bifes, mas banda cuia maleeeeeeee... o kany que o diga...

Ya, já fui a Benguela, Cabinda, passei em escala pelo Huambo, mas ainda tenho muito que descobrir... assim que sair a bomba vou descobrir muito mais... assim espero pelo menos....

Bom, mas como nem tudo é perfeito estou mal de coração... aqueles 17 anos me fizeram ficar muito frio, agora até quebrar o gelo é complicado... mas epá, hoje num dá pra escrever tudo ya????


Mas continuarei noutro dia...

Um grande abraço do vosso sempre Camba Demas....


Ou como diz o mano Akikas, ManDemas....

Fuiiii

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Angola: a preparação do regresso!!!





Angola minha terra...

17 anos depois tenho pensado em como me sentirei na minha terra natal...

Foram 17 anos em Portugal... e não posso dizer quantos mais serão... mas pelo andar da coisa poucos mais serão, pelo menos de forma constante...

Para trás ficam muitos bons momentos, muitos maus momentos, muita vida, ilusões, desilusões, ganhos, perdas, muita coisa aprendida...

Nestes 17 anos, aprendi a ser Homem, aprendi a ser justo, a ser inteligente, a procurar o melhor pra mim, sem atropelar os outros, a respeitar para ser respeitado... A amar, a ser amado...

Enfim, foi uma aprendizagem a todos os níveis.

Quando saí de Angola não sabia o que era a vida, e achava que aquilo não era bom, deixar os meus amigos , a minha família, as minhas referências, mas tinha que vir mesmo e apesar de me habituar e me adaptar a vida na Europa, senti sempre que não era este o meu lugar...

Mas uma pergunta é pertinente, o que me espera em Angola????

A sociedade, a segurança, a politica, a policia, as instituições????

As pessoas, a família, os amigos, enfim muitas interrogações que só mesmo lá terei respostas...

Tenho a noção que nada será como na Europa, nada em África é igual a Europa, tudo é diferente... até o pão é diferente... há quem goste mais de um ou de outro...

Mas tenho a sensação de que não há nada como estar na tua terra natal e enfrentar o que tiver que ser enfrentado pra encontrar o seu caminho...

Por isso mesmo, abro o meu coração e enfrento a aventura, se assim se puder chamar, de peito aberto e tentando sempre melhorar minha forma de ser, como tenho tentado fazer até hoje...

Só espero que tudo corra pelo melhor...

A preparação do regresso é sobretudo psicológica, e penso neste momento ter reunidas as condições necessárias pra que isso aconteça...


Um grande abraço

domingo, 9 de agosto de 2009

Mulheres do passado!!! Primeira





Boas pessoal

Hoje foi de lanço, vão todas seguidas, mas a história da minha primeira mulher vai ser interrompida pelo tempo...

A Mónica foi a primeira mulher que eu amei, e se calhar a única, só descobri depois de saber que não tinha mais futuro com ela...

Bem mas, vamos a história...

A historia começou em 83, depois de nascer a minha mana Gisela, saíamos do Kuando Kubango e fomos pra Luanda, como os meus pais ainda estavam a procurar casa, ficamos em casa de uns tios deles, mas como tive um acidente que até hoje se nota, fomos pra casa da madrinha da minha mana, no maianga, mesmo no largo... Tia Dina, ainda lhe vou visitar quando lá for...

Bem, a mónica era um ano mais velha que eu, mas éramos da mesma altura, ela era uma mulatinha linda, todos diziam que era a mais bonita da casa dela, a mãe dela tia pequenina, sempre me achou um pitcho, mas na altura ninguém imaginava que aquela pequenisse e brincadeirinhas de papá e mamá, em que ela era a mamã e eu o papa, iria dar em namoro e paixão... andávamos sempre juntos, os dois em cuecas, era muito engraçado, mas começou assim...

A tia Dina só dizia, esses dois ainda vão casar, começa assim... eu e ela metemos isso na cabeça e erámos um do outro, desde os meus 4 anos e os 5 dela...

O tempo foi passando e nós nos mudámos para o Alvalade, belo lugar, fiz grandes amigos lá, entrei pra escola, fui descobrindo a vida, conhecendo a mim e ao outros, mas a Mónica sempre que cruzava comigo, era um dia de felicidade pra mim, a maianga não era longe, mas eu com 5,6 e 7 anos não poderia ir pra lá sozinho... uma vez fui com o meu irmão e como ficámos em casa do padrinho dele, as fotos apareceram na tv, como que estando perdidos... Algumas vezes cruzámos e uma vez ela vinha com um amigo, e eu cheio de ciúmes ainda bati o irmão dela, o jerry pq tava a gozar comigo, a dizer que era o damo dela, eu aí já tinha 7 ou 8 anos... em Angola se cresce mais cedo que aqui... ehehhehehehehehehe

Bem, o tempo passou e a Mónica era a minha namorada, ia tendo outras, mas a Mónica era insubstituível, era sempre a primeira.

Bem quando mudámos pra Samba, ela foi passar um fim de semana comigo, ela era a minha dama, mas eu num sei pq, não lhe ligava muito, gostava dela, mas não lhe mostrava o meu amor, pela criancisse, queria era jogar futebol... ehehehehehhehehehehe, mas neste fim de semana, que ela passou la comigo, foi o quando percebemos que erámos mesmo um do outro... essa história é bonita pela forma pura como sempre foi vivida...

Bem o tempo passou, eu fui pro brasil e voltei pra luanda...

Aos 13 anos, quando já estava pra vir pra tuga, fui la na Samba despedir os cambas e pra minha supresa, ela morava la, e era grande amiga da Nani, que era a minha granda camba, e se conheceram quando ela foi passar aquele fim de semana la comigo. A Nani é que me contou já tudo, o que ela sentia, o que ela lhe contava, eu que gostava tbm da lolita, a Nani, ainda sujou a barra da lola, pra eu ficar só com a Mónica, num era preciso, eu amava aquela miúda....

Fui lá umas 3 vezes, de bicicleta.. fui lá na escola dela, só pra lhe ver, mas nem falei muito com ela, só me contentava em lhe ver, falei foi com o irmão dela pra saber se ela estava bem, e ia sabendo dela pelos outros, um gajo quando é puto faz cada coisa... Bem mas o sentimento nasceu aí....

No dia em que fui já dizer nos meus cambas que vinha pra tuga, falei com a Nani pra lhe dizer o que eu sentia por ela e que iria pra tuga e que não sabia quando voltava, mas pra ela lhe dizer que eu sou o único homem que lhe vai amar pra sempre... acho que a Nani, lhe disse... eu confio naquela minha amiga...

Bem verdade seja dita eu poderia, ser homenzinho e ter falado com ela, mas não consegui, não iria suportar lhe ver chorar e ainda desistia e ficava lá com ela... lhe vi assim de longe ela a lavar a roupa da escola, tenho aquela imagem até hoje.

E foi assim que ficámos, até hoje... Quando a minha mãe foi pra lá em 96, voltou e me disse que ela ja tinha casado, eu achei estranho que ela com 17 anos iria casar, mas enfim, depois de muito tempo percebi que aquilo foi pra eu n me prender por aquele sentimento e seguir a minha vida, pois a minha mãe n fazia planos de voltar pra luanda.... e a ela devem lhe ter inventado algo tbm...

Ainda mandei o meu pai lhe procurar, mas o cota meteu o pé na possa e não encontrou a Nani que era o meu elo de ligação...

Essa história ficou assim, pq eu vou voltar e vou lhe procurar, quanto mais não seja pra pedir perdão...

Depois conto o resto... ahh encontrei o profile dela no hi5, mas ela não usa aquilo há anos... ou mudou de vida, ou algo assim.... depois irei descobrir..



Mas há uma música que me lembra muito a Mónica desde que vim pra tuga.

De Leandro e Leonardo

Quebra esse gelo

Faz muito tempo que a gente nem se olha
Faz muito tempo que a gente nem se fala
Faz muito tempo que eu te quero
Faz muito tempo que eu te espero
Faz muito tempo que eu não sei o que é um beijo teu
Faz muito tempo que ouvi você dizer adeus

A minha vida mudou tanto ultimamente
Não sou mais o mesmo de antigamente
As decepções do mundo me trouxeram tanta dor
Feriu fundo na alma e levou o que era amor
E todo esse tempo eu sofri demais
Preciso ter ver de novo, buscar a minha paz
Sentir esse corpo bonito bem perto de mim
Tentar arrancar do peito essa dor que não tem fim

Por isso quebra esse gelo do meu coração
Quebra esse gelo do meu coração
Quebra esse gelo do meu coração

Mulheres do passado!!! Segunda




Boas meus amigos

Ora como prometido é devido, aqui venho então falar da segunda mulher da minha vida.... Que na verdade foi a primeira a sério.

Ora aqui o mano, tinha acabado de entrar pra Universidade em Faro, isso em 99, um, dois, três meses... azar do caraças não consegui fazer mais, a vida se complicou e tivemos que mudar para o norte, Porto, corujeira em 2000.

Bem acabado de fazer 21 anos em 2000, em plena forma física e mental, um Deus negro...

Ya, bem como era tudo novo, a tia Justina estava em Fânzeres, e como só estava em casa nas segundas, convidava a malta pra uns almoços muito fixes, ora eu fui só uma vez, passava a vida a jogar pc, e futebol, pouco ou nada saía de casa, sem poder estudar, sem trabalho, estava um verdadeiro "kunanga", como naquela altura se ganhava alguma guita em qualquer clube mesmo das divisões inferiores, era o tentar...

Bem, num dos almoços da tia Justina, lá fui e pra minha surpresa estava uma miúda linda, gostosa, uma granda bomba... seu nome??? Célia Marlene, gostava que a tratavam Marlene.

Ya, apresentações e quê, primeira desilusão, fumava, tinha 16 aninhos, já n estudava, uma rebeldezinha... conversa pra aqui e pra ali, andava com um pula, ya nas calmas... eu como tava mbora bem relaxado começo já a lançar o meu charme... só assustei a dama tá a cair... numa das dicas me pergunta se aquilo tudo era meu, ya, tava com uma calça jeans feita calção, as pernas bem musculadas, tava mesmo em forma, ainda tenho fotos que atestam o estado, pena não poder mostrar, só em papel... ya, eu naquela ahhh essas canucas. No segundo almoço, quando ia a bazar lhe disse, me liga vai, mas assim na tanga... uns dias antes a minha tia tinha me dito que a dama só falava em mim, e tal que tinha ficado bem panca e por isso fui ao segundo almoço... eu num liguei... na minha mesmo...

Bem no dia seguinte, na terça, só tou a assustar ligam pra minha velha a querer falar comigo, vou ver, era dama, ahhh num podes vir aqui???? Mambo malaique, naquele dia tinha treino, lhe disse, epá tá fixe, mas vou bazar cedo pq vou treinar. Afinal o meu puto tbm tava a marar a dama, mas me meteu avontade, viu que ela tava na minha ya, liberou, granda mano!!! Bem fui eu e o meu puto, brincadeira mais brincadeira e começámos a falar de coisas sérias... a dama a dizer que já tinha acabado com o damo, e que curtia de outro, eu pensei que fosse o meu primo, ela não, o meu irmão? ela não, eu, oh e tá aqui???? ela ya, e eu ahhh mas assim só sobrei eu... a amiga berra és mesmo tu.... fiquei preto, branco, mulato, mas pensei bem num tou com ninguém, a dama é doce... mas fogo, fuma é mais nova, epá, bandeira, mas como não tinha nada a perder ya lhe disse que não gosto de cigarro, e a idade tbm, ela disse, o amor n tem idade, eu ia dizer, mas quem te disse que eu te amo???? mas segurei, ela disse ah eu já sei muita coisa, e posso crescer contigo, eu achei aquilo maduro, mas o erro foi ela dizer e prometer que ia deixar de fumar por minha causa, penso que foi aí que tudo falhou, não pelo facto em si de fumar ou deixar, mas pela sensação de ordem e exigência...

Bem começámos então a namorar, no dia seguinte, a minha velha me mandou comprar frango eu fui já lá... aproveitei o tempo e perámos pela primeira vez, foi a minha primeira vez, não paravam de me ligar, tive que deixar a meio, mas havia o dia seguinte, e ia treinar, mas antes ia lá.... E fui, foi a tarde toda, até a hora do treino, e até treinava melhor, tava uma bala, muita velocidade, grandes golos, um player... no Ramaldense estavam malucos comigo... ehehehehehhe


Bem andámos durante um curto mês e meio, mas acreditem que foi muito intenso, era mesmo muita paixão. O pior foi que tive um azar em casa e fui obrigado a deixar a escola e ir trabalhar, pq ia voltar para o algarve em setembro ou outubro quando começavam as aulas para o segundo ano, mas já não fui... com menos tempo pra estar com ela, com o trabalho a me fatigar e a jogar bola, parece que não estava mais com ela, e ela sentiu isso, já era só ao fim de semana. Mas o que me chateou mesmo foi uma mentirinha boba, ia sair com a irmã, e disse que saiu com a mãe, eu em conversa com a minha tia que tinha saido com a mae dela, me disse que ela não tinha ido, bem quem me conhece sabe que não tolero isso, naquela altura muito menos, e fiquei muito triste, mas fizemos as pazes, embora tenha lhe mostrado que isso não se faz, e devo ter dito algo a quente que ela não achou piada... Bem foi uma semana negra pra mim, na bola me lesionei, tive que ir bulir mesmo aleijado e ainda tinha a dama chatear a cabeça tava a sufocar....

Bem no sábado, fui ter com ela, parecia tudo bem, mas foi curto, foi só de noite, combinámos pra domingo, e fui la, mas senti que algo estava estranho... ela e uma amiga estavam esperando por um gajo que nunca mais chegava, e pq era então??' ganza pra amiga, eu como já sou desconfiado, disse pra amiga sei... ela ahhh sabes que eu não fumo isso, e deixei o cigarro, eu as vezes sentia que não, mas ao menos tinha o cuidado de não fumar quando fosse estar comigo... Bem eu já estava a ficar farto, foi uma seca dos diabos, eu queria era estar a sós com ela, tava a precisar do carinho, de falar, de desabafar, de ser amado... Naquela altura já tinha a aceitação da familia dela, ela já dormia lá em casa, era já uma relação direita...

Bem me fartei mesmo, e meti as coisas do tipo, vens comigo ou ficas com eles, eles podem ficar aqui e nos encontram lá em casa. Ela tbm não estava muito bem, e disse espera mais um bocado, eu lá esperei mais uma hora até que explodi, e bazei... depois voltei e nada, epá fui ter com uns amigos pra relaxar...

Bem, ela ficou fula, e foi se aconselhar com alguém que lhe teria dito que era melhor dar um tempo. De noite fui ter com ela e foi a bomba... eu já estava mais calmo, mas ela não, veio com a cena que precisava de um tempo, eu de brincadeira disse quanto tempo??? ela diz um mês.... eu sorri de forma sarcástica e disse que esse era o tempo pra nos esquecermos, e que pra isso era preferível terminar, que continuava a gostar dela, e que se ela mudasse de ideias que me procurasse... pra terminar bem a semana só faltava perder a namorada tbm.... Foi tudo de uma vez...

Mal aconselhado ainda fui tentar uma volta, mas era muito cedo, e ela já andava a sair com outro gajo mesmo de raiva pra me mostrar que não precisava de mim, que não me amava... ainda parti o meu carro de raiva e ciúmes, ia matando o gajo se o apanhasse, eu era o tal que treinava karaté, e que batia quem se atravessasse no meu caminho e ela sabia disso, mas não foi mais nada.... Depois as coisas começaram a acalmar e parecia que iríamos voltar, mas numa das vezes que fui lá lhe ver... aparece um gajo com um Tigra cheio de papel, eu com o meu Renault 11 TSE, achei que fosse concorrência desleal, e desisti dela por completo, foi uma resignação de tal forma má que fiquei 4 anos sem ninguém, não conseguia me envolver com ninguém, a unica mulher que me arrancava um sorriso era a Nhurca, que foi a namorada depois de uns 4 anos solteiro...
Digámos que fiquei preso ao sentimento por muito tempo, pelo menos durantes mais 2 anos ainda pensava nela, mas como vim para o algarve a distância e o tempo foram curando a ferida...
Bem verdade seja dita, depois disso, voltamos a nos ver uma vez, mas foi de longe, ela ainda estava mais boa... dass um gajo lhe trabalha e os outros colhem os frutos, mas não lhe liguei e bazei.... até hoje, nunca mais a vi, desde 2001... Como foi a primeira mulher em termos de relações propriamente ditas, vai ter sempre um local especial no meu coração....


Não terei nenhuma musica especial pra mostrar bem o que passei, ou que melhor se adapta a situação, acho que vivi tantos sentimentos com ela que toda a musica de amor serve...

Apenas uma citação de uma musica da yola araujo:

Se eu pudesse recuar no tempo
Eu confesso faria tudo novo
E não deixava saires da minha
Tentaria buscar uma saída
Eu errei tanto, tanto, ohhh amor!!!

E assim fica contada a historia da marlene, teria foto dela, mas so em papel....

Essa tbm foi especial

Um beijão e muita Célia Marlene

Cumps

terça-feira, 7 de julho de 2009

Ando mesmo desparecido!!!

Mas como quem tem amigos tem tudo...


Estava aqui a ouvir uns sons do Eduardo Paim, quando o Kany me lembrou que já num tenho ligado isso....

EHHEHEHEHE

Enfim... a vida as vezes dá as suas voltas...

Ainda tenho uma saga pra terminar, acho que em breve irei conseguir...

Fiquem ligados, que ainda tenho mais novidades...

EHEHHEHEH

Aquele abraço do Kandengue "Lee"..

EHEHHEHEHEHHE

Valdemas

domingo, 25 de janeiro de 2009

Novo ano, novos desafios


Voltarei com a continuação da saga Mulheres do passado...

A seguir vem a Célia Marlene.... linda e gostosa....

Mas tenho muito pra contar sobre ela...


Bem neste novo ano, temos renovadas esperanças, e sonhos, e até mesmo objectivos...

Espero que os meus se concretizem, de forma simples e natural....

E a todos os mesmo votos...

A entrada foi boa, embora como sempre sem que tudo esteja perfeito, mas muita coisa vai mudando pra bem da sociedade...

Um grande abraço e até a proxima....

Valdemas